Ter o próprio equipamento de mergulho não é luxo para quem deseja trabalhar com mergulho.

Como você já deve saber, as oportunidades neste mercado são inúmeras.

Do divemaster aos diversos níveis de instrutor, todas as formas de atuação como um profissional de mergulho têm um ponto em comum.

Não há como ter sucesso sem investir na sua ferramenta de trabalho: um bom equipamento de mergulho.

Você até pode ter objeções, como o preço e a dificuldade em escolher o conjunto ideal para a sua atividade.

O que não pode é deixar de fazer esse investimento.

E, neste artigo, nós vamos relacionar as principais razões para isso.

Boa leitura!

5 motivos para ter seu próprio equipamento de mergulho

Se você está decidido a dar seu próximo passo na carreira de mergulho, preste atenção.

O que você vai ver agora são motivos mais do que suficientes para investir em um equipamento de mergulho.

Vamos lá?

#1 – É UMA FORMA DE INVESTIR NA SUA EMPREGABILIDADE

Internet

Como você cogita o sucesso se não pensa em ter seu próprio equipamento de mergulho?

Muita gente questiona essa necessidade, pois acha que a responsabilidade de fornecer o equipamento seria do Dive Center, mas essa não é a dinâmica do mercado.

Assim como em outros países, aqui no Brasil é exigido que o divemaster ou o instrutor de mergulho tenha seu próprio equipamento.

Já pensou perder uma ótima oportunidade de trabalho só porque você ainda não tem um equipamento de mergulho?

Você até pode negociar com o Dive Center para alugar, mas estará perdendo dinheiro.

Não dê chance ao azar.

Tenha o seu equipamento à mão para que você mesmo possa cuidar bem dele, sem depender de terceiros.

#2 – TRANSMITE UMA IMAGEM PROFISSIONAL

Certificadora

É bastante comum as pessoas tirarem conclusões, sejam positivas ou negativas, sobre o que você é só pela sua imagem.

A primeira impressão é transmitida através do nosso comportamento, atitudes, postura, comunicação e apresentação.

Quando você usa um equipamento em péssimo estado de conservação você corre o risco de transmitir uma imagem errada aos alunos e clientes.

Imagine um instrutor ou um divemaster com equipamento velho ou um neoprene rasgado, por exemplo.

No mínimo, demonstra desleixo e pouca preocupação da sua parte com a segurança.

Vamos pensar num outro exemplo: um grupo que vem mergulhar e olha 2 instrutores no barco. Um com equipamento velho e queimado do sol e outro com um equipamento moderno e bem cuidado. Quem você acha que os clientes vão escolher?

Com a internet este fator se intensifica ainda mais, pois seus potenciais clientes já estão analisando as fotos e vídeos do seu dia a dia para determinar se você é um bom profissional.

Ou seja, antes mesmo de chegar até você eles já estão julgando a sua imagem!

#3 – TRÁS MAIS SEGURANÇA PARA O SEU MERGULHO

Risco de Quebrar uma Parada de Descompressão

O mergulho é uma atividade muito segura desde que você siga as regras de segurança e mantenha seu equipamento em correto funcionamento.

É desnecessário correr riscos por conta de equipamentos improvisados ou com problemas.

Quando você não tem o seu próprio equipamento de mergulho, você não conhece a procedência do mesmo.

Não há como saber se as revisões foram feiras corretamente.

Outro fator importante é o fato de quando usamos um equipamento que não é nosso não estamos adaptados ao mesmo.

Esse é o primeiro comportamento de risco embaixo da água.

Se for preciso tirar o ar rápido do colete, você talvez não saiba exatamente onde estão as válvulas, nem como o acessório responde.

A verdade é que, quando o equipamento é seu, você tem certeza de que tudo está funcionando.

Afinal, é responsável pela correta manutenção dele.

E nem seria preciso lembrar como isso é decisivo para prevenir acidentes.

#4 – É MUITO MAIS CONFORTÁVEL

Mergulhos

Você já dirigiu um carro alugado?

Ainda que seja mais moderno que o seu, com mais opcionais, é sempre um aprendizado, não é mesmo?

Você acaba “sentindo” o veículo enquanto ele roda.

O modo como ele responde ao acelerador é diferente, assim como a troca de marchas e até a pressão que exerce nos pedais de freio e embreagem.

Ao usar um equipamento de mergulho alugado, a situação é a mesma.

Ou quase a mesma, não fosse por um agravante: estamos embaixo d’água.

Mas ainda que ele seja seguro, há um desconforto inevitável.

Com um equipamento próprio você garante que ele tenha o tamanho certo e que se ajuste bem ao seu corpo.

Também sabe que não haverá perda de tempo com adaptação ao colete, como ao verificar onde ficam as válvulas ou quando de ar é necessário no colete para ficar neutro.

Isso sem falar em uma nadadeira mais folgada ou apertada, uma máscara que embaça ou na qual entra água.

Todas são questões que afetam o conforto do mergulho e às quais se sujeita aquele que não tem o seu próprio equipamento.

#5 – MELHORA O SEU DESEMPENHO

Qualificação da Escola

Quem atua como profissional de mergulho precisa se concentrar em fazer um bom trabalho.

É óbvio dizer isso, mas imagine o quanto o seu desempenho pode ser afetado em qualquer uma das situações que já citamos.

Uma máscara com problemas de vedação, por exemplo.

Como estar alerta e pronto para agir em um resgate se você está incomodado com o seu próprio equipamento?

De que forma dar atenção às necessidades dos alunos se o seu nível de estresse está alto devido ao problema com o equipamento?

Como ser responsável pela segurança de todos se, na prática, você está não está se se sentido confortável?

Fuja de qualquer fator que possa atrapalhar a sua concentração e seu desempenho como divemaster ou instrutor de mergulho.

Compre o seu próprio equipamento de mergulho!

EXTRA: Equipamento de mergulho usado vale a pena?

Equipamentos de Mergulho

Ao chegar até aqui, você talvez esteja convencido de que precisa ter o seu próprio equipamento de mergulho.

Mas há um problema: equipamento novo é caro.

De fato, como a maioria dos equipamentos de mergulho é importado, os preços no Brasil são pouco atrativos.

Se for comprar tudo novo, você terá que gastar entre 6 a 7 mil em um bom equipamento.

E não vale comprar barato, por todos os fatores já relacionados, como segurança e conforto.

Além disso, o barato pode sair caro.

A maioria dos equipamentos baratos que temos no Brasil tem uma qualidade bem inferior e com isso a vida útil dele é menor.

Desta forma, você pode ter economizado mais de mil reais na hora de comprar seu colete, mas se ele durou apenas 2 anos, ele pode ter saído bem caro se comparado com as outras opções que você tinha.

Isso sem falar no desgaste mais acentuado, pois trabalhamos com mergulho e estamos indo para água todos os dias.

Mas e um equipamento de mergulho usado? Será que vale a pena?

Dependendo da situação, vale. E muito.

O que acontece na prática é que muitos mergulhadores deixam a atividade de lado por outros projetos. Alguns casam, têm filhos e decidem vender seus equipamentos, os quais às vezes mal foram usados.

É possível fazer ótimos negócios, pois o preços são bem atrativos!

O importante é avaliar a estado de conservação do mesmo antes de comprar. Você pode pedir fotos e sempre negociar uma garantia caso dê algum problema.

Quer uma boa dica?

Monitore a internet, principalmente o Mercado Livre e os grupos no Facebook.

Para facilitar a sua tarefa, vamos relacionar agora seus deles:

Investir em um equipamento é apostar na sua carreira

Neste artigo, apresentamos razões para você ter o seu próprio equipamento de mergulho.

Para quem deseja fazer carreira na atividade, não dá mesmo para depender de terceiros.

Quando uma boa oportunidade surgir, você deve estar preparado.

Se você ainda não é um divemaster ou um instrutor, mas pensa em trabalhar com mergulho, comece a investir em seus equipamentos o quanto antes. Fazer seu curso de divemaster com seu próprio equipamento fará toda diferença.

E então, o que achou do artigo?

Deixe seu comentário abaixo e não esqueça de compartilhar o conteúdo!

JÁ PENSOU EM TRABALHAR COM MERGULHO?

Em 3 meses você pode transformar a sua vida e fazer da praia o seu escritório!

 

Você também vai gostar de