Procurando em fóruns de mergulho, o que não falta são as pessoas falando de mitos sobre a profissão de instrutor de mergulho.

Bom, eu não sei você, mas eu estou cansado de ouvir tanta besteira. Pensando nisso, esta semana decidi acabar com vários desses mitos de uma vez por todas.

Gostou do que vem por aí? Então compartilhe esse artigo com seus amigos e não se esqueça de deixar sua opinião.

MITO #1 - PROFISSÃO DE INSTRUTOR DE MERGULHO É SÓ PARA JOVENS

Mergulho não é só para jovens

A maioria das pessoas com mais de 40 anos acha que ser instrutor de mergulho é para a molecada de 18 ou 20 anos. “Eu até gostaria, mas já estou velho demais para isso.” Esse é um comentário que ouvimos constantemente, mas deixa te dizer uma coisa; quem pensa assim está completamente enganado!

Eu até concordo que não alguém com 40 ou 50 anos não tem mais o pique de um garotão de 25 (embora já tenha visto algumas vezes a galera mais velha deixar a molequada no chinelo rsrsrs), mas ser instrutor é muito mais que carregar cilindros

Você pode ministrar boas aulas, guiar outros mergulhadores, gerenciar equipes, organizar operações de mergulho entre outras coisas e deixar o trabalho mais pesado para a garotada. Já pensou você gerenciando uma equipe de mergulho?

MITO #2 - É PRECISO SER ATLETA

Mito #2 - É preciso ser atleta

É claro que é preciso ter algum condicionamento físico para ser instrutor de mergulho, mas não precisa ser exatamente um atleta.

Você faz algum tipo de atividade física pelo menos 2 vezes por semana? Caminhada, bike, pilates, malhação, natação, ou até joga uma bolinha com os amigos? Se você faz alguma dessas coisas, é muito provável que você esteja em condições físicas para mergulhar.

Lógico que quanto mais atividade você fizer, melhor vai se sentir, mas quando você começar a mergulhar o seu condicionamento também irá melhorar progressivamente.

MITO #3 - DEMORA MUITO PARA VIRAR INSTRUTOR

Mito #3 - Demora muito para ser atleta

Que nada! Para quem não tem nenhum curso de mergulho, são apenas 6 meses para se tornar um instrutor. Isso porque a PADI exige que o aluno seja certificado à pelo menos 6 meses para poder participar do Programa de Desenvolvimento de Instrutores (IDC).

Durante esse tempo você irá passar por vários cursos e fazer muitos mergulhos.

Na verdade o que leva mais tempo nem são exatamente os cursos, mas sim o número de mergulhos, pois alguns cursos como por exemplo o Divemaster, exigem um número mínimo de mergulhos para iniciar.

MITO #4 - SALÁRIO DE INSTRUTOR NÃO DÁ PARA VIVER

Mito #4 - Salário de Instrutor não dá para viver

Como falo neste artigo isso é mais uma decisão sua do que do mercado de trabalho. Um instrutor de mergulho ganha salário fixo e se estiver a trabalhar fora da sua cidade, normalmente ainda tem alojamento fornecido pela escola.

Além do salário fixo a maioria das escolas ainda pagam comissão por curso ministrado e comissão de venda.

Quanto mais você investir na sua carreira como instrutor, maior será o seu salário. Então, a decisão está nas suas mãos. Quanto você quer receber? Você se contenta em receber 1.500 reais por mês ou prefere receber 4.000?

MITO #5 - INSTRUTOR DE MERGULHO NÃO É COISA PARA MULHER

Mito #5 - Instrutor de mergulho não é para mulher

Esta afirmação tem tanto de absurda quanto de machista! Instrutora de mergulho é para mulher sim!

Na verdade a mulher faz um papel fundamental como instrutora de mergulho. Elas têm uma maneira de ver as coisas diferentes dos homens e isso é fundamental para deixar o mergulho mais harmonioso.

Eu tenho o prazer de trabalhar com uma super instrutora (a Fernandinha) há 5 anos e com certeza aprendo muito com ela todos os dias. Pessoalmente adoro trabalhar com mulheres e só tenho uma reclamação a fazer: ainda são muito poucas! 😉

MITO #6 - TODOS OS CURSOS SÃO IGUAIS, POR ISSO TANTO FAZ A ESCOLA

Mito #6 - Todos os cursos são iguais

Há faculdades que só se preocupam em receber as mensalidades e lhe entregar um diploma no final do curso. Mas também boas faculdades que se preocupam em formar bons profissionais para se destacarem e vencerem no mercado de trabalho.

A mesma ideia se aplica ao mergulho. Há escolas que só se preocupam com o seu dinheiro, você faz os cursos de qualquer jeito. Se você está bem, faz tudo certinho, se entende tudo, ótimo! Se você tem alguma dificuldade, o problema é seu! Estude mais, se aplique mais ou vá andar de bicicleta em vez de mergulhar.

Felizmente, também existem escolas que realmente se importam com os seus alunos e enquanto eles tiverem alguma dificuldade, eles estarão lá para ajudar.

Algumas escolas ainda fornecem cursos e workshops extra curriculares. Assim você sai para o mercado de trabalho mais preparado para atingir o sucesso como instrutor de mergulho. No final de tudo, você deixa de ser apenas um aluno e passa a ser um membro da família. Por isso escolher a escola é um passo super importante.

Você quer ter apenas um diploma ou prefere ser um profissional de sucesso?

MITO #7 - PRECISO TER ANOS COMO MERGULHADOR

Mito #7 - Precisa ter anos de experiência

Besteira pura! Este é um dos mitos mais comuns, mas tão ridículo quanto os outros. Alguns outros instrutores já me perguntaram “como em apenas 6 meses, você forma um bom profissional?”

A resposta é muito simples: Não vejo os meus alunos como um negócio e sim como futuros companheiros de trabalho. Por isso ensino tudo o que sei, da melhor forma, sem medo de que “roubem” o meu trabalho! Diariamente ouço as suas dificuldades sejam práticas, teóricas, físicas ou psicológicas para poder ajudar da melhor forma.

Além disso estou constantemente procurando aprender novas técnicas para ensinar mais e melhor. Não é o tempo que forma um bom instrutor e sim sua dedicação e a qualidade de sua formação! 😉

MITO #8 - PRECISO TER CENTENAS DE MERGULHOS

Mito #8 - Preciso ter centenas de mergulhos

Na verdade, você precisa ter uma centena de mergulhos feitos para ser instrutor, não centenas. Alguns cursos tem um numero mínimo de mergulhos como é o caso do curso de divemaster que precisa de 40 mergulhos registrados para iniciar e 60 para terminar ou o curso de instrutor, que exige 100 mergulhos registrados.

“Putz, 100 mergulhos é uma vida para fazer”. Que nada, não precisa nem de 6 meses! Aqui na alta temporada chegamos a fazer mais de 10 mergulhos por semana, faça as contas. =D

MITO #9 - SER INSTRUTOR DE MERGULHO É COISA DE VAGABUNDO

Mito #9 - Mergulho é coisa de vagabundo

Hahaha! Eu ouvi muito isso quando decidi trabalhar com mergulho. Toda a minha família me falou que eu tinha era que fazer uma faculdade para ter uma profissão de verdade. Passados 19 anos, continuo trabalhando com mergulho e todos os dias tenho a certeza que foi a melhor escolha que já fiz. Nenhuma faculdade me teria feito tão feliz, nem me proporcionado tanto aprendizado.

Trabalhar com mergulho não tem nada a ver com vagabundagem. Ser instrutor de mergulho é uma profissão tão honrada quanto qualquer outra. Como instrutor você terá responsabilidades (e muitas), terá que cumprir horários e muito trabalho árduo.

A principal diferença é que em vez de viver trancado num escritório muitas vezes aturando gente chata, você vai viver ao ar livre e experimentando coisas novas todos os dias e conhecendo pessoas incríveis!

Como você quer viver?

MITO #10 - VIDA DE INSTRUTOR É MOLEZA

Mito #10 - Vida de instrutor é moleza

Ás vezes eu até queria que isso fosse verdade, mas não é! rsrs

Ser instrutor não tem nada de moleza. Como instrutor você vai acordar cedo, preparar a embarcação para a saída, navegar até ao ponto, fazer os mergulhos do dia ou ministrar as aulas, voltar, descarregar, lavar tudo, encher cilindros, preparar a operação do dia seguinte, etc.

No primeiro dia até não é tão cansativo, mas no quinto dia seguido quando você volta do mergulho está exausto. Quer sabe mais sobre a nossa rotina? Confira este infográfico e depois me diga se ainda acha que é moleza.

MITO #11 - O MERGULHO É UMA PROFISSÃO ARRISCADA

Mito #11 - Mergulho é uma profissão arriscada

O mergulho é das atividades mais seguras que existem. Desde o curso básico até ao curso de instrutor você vai aprender inúmeras regras que tornam o mergulho extremamente seguro. São raríssimos os casos de acidentes de mergulho pelo mundo todo. Estiticamente, o risco do mergulho é de apenas 0,4%. Ou seja, são mais de 200 mergulhos para que possa correr o risco de um acidente

Mas mesmo assim é muito improvável, no meu caso, tenho mais de 11000 mergulhos feitos e nunca tive nenhum acidente.

Ainda acha mesmo que é perigoso?

MITO #12 - O EXAME DE INSTRUTOR É SUPER DIFÍCIL

Mito #12 - Exame de instrutor é super dificil

É verdade! É super difícil se você não estiver preparado.

Se você não teve uma boa formação e não estudar, vai ser realmente complicado. Mas por outro lado, se você tiver uma boa formação, se dedicar e a ajuda de uma boa equipe de instrutores apoiando você, o exame vira moleza.

A maioria das pessoas que reprovam é na parte teórica do exame e o principal motivo é a falta de estudo e prática de simulados.

MITO #13 - TODO O MUNDO QUE TRABALHA COM MERGULHO É "NATUREBA"

Mito #13 - Todo o mundo que trabalha com mergulho é natureba

Não é porque levamos pessoas para ver peixinhos e trabalhamos com a natureza que preciso virar vegetariano. Esse é um mito muito louco rsrs. Instrutor de mergulho é uma pessoa como outra qualquer e cada um tem os seus próprios gostos. Nós de uma forma geral até temos algum cuidado com a saúde, mas também adoramos uma cervejinha e um churrasquinho.

O legal de dessa parte é que podemos comer aquele hambúrguer sem dor na consciência, pois no nosso dia de trabalho chegamos a queimar mais de 3500 calorias facilmente.

E você, conhece algum outro mito? Comente sobre ele aqui, para que possamos juntos desmistificá-lo.

Não deixe de baixar o infográfico completo em alta resolução aqui 

Profissão Instrutor de Mergulho

 

 

 

 

 

Fonte de imagens: freepik

 

Você também vai gostar de