Há algumas semanas começamos a falar sobre as siglas utilizadas na PADI. Nosso primeiro post abordou algumas siglas de cursos PADI. Hoje vamos avançar mais um pouco!

Durante toda a jornada de formação, um profissional de mergulho, muitas vezes, se depara com siglas e abreviações que ainda são estranhas até o momento. A PADI costuma utilizar as siglas até mesmo para caracterizar os títulos dos cursos e formações.

Por isso, acaba sendo indispensável para qualquer um que queria se tornar um profissional de mergulho saber tudo sobre elas. No post de hoje, trazemos a segunda parte da nossa lista com as principais siglas utilizadas na PADI.

Confere aí! Hoje vamos falar de:

Gostou do que vem por aí? Então compartilhe esse artigo com seus amigos e não se esqueça de deixar o seu comentário.

DSD

DSD

O Discovery Scuba Diving, ou batismo de mergulho, é o programa através do qual você dará os seus primeiros passos no mergulho.

Mais indicado para quem deseja experienciar o mergulho mas ainda não se sente pronto para fazer um curso de certificação, o DSD pode ser oferecido em piscina ou diretamente no mar.

Apesar de ser o pontapé inicial para muitos dos que querem ter o mergulho como hobby, através de uma introdução simples e rápida de tudo o que é necessário para se jogar de cabeça no mundo do mergulho, o DSD não é um curso de certificação em mergulho. Porém, habilidades desenvolvidas no batismo de mergulho podem, sim, ser utilizadas como crédito, se você desejar obter, posteriormente, a certificação Open Water Diver, da PADI, sobre a qual falamos no primeiro post dessa série.

Não é necessária nenhuma experiência anterior com mergulho para que você possa participar do DSD. Os requisitos se resumem a ser maior de 10 anos e ter uma boa saúde. A profundidade permitida para o batismo de mergulho é de, no máximo, 12 metros.

AI

AI

O Assistant Instructor (Assistente de Instrutor) é o segundo nível profissional das certificações PADI. Ele vem imediatamente após a formação do divemaster.

Como você já deve saber, o divemaster, apesar de ser um profissional extremamente necessário para as operações de mergulho, ele não pode ser ele não pode ministrar aulas dos cursos de mergulho.

O Assistente de Instrutor, por outro lado, uma vez formado e certificado, pode ministrar aulas de mergulho, teóricas e práticas, nos cursos básico (OWD), avançado (AOWD), mergulho de resgate (RD) e divemaster (DM), desde que esteja sob a supervisão de um instrutor de mergulho.

O AI é o primeiro nível profissional PADI que tem a oportunidade de estar na sala de aula compartilhando conhecimento, experiências e a paixão pelo mergulho.

Para saber mais sobre a formação de Assistente de Instrutor, acesse este post com mais informações sobre a carreira desse profissional.

OWSI

OWSI

Logo depois das certificações de Divemaster e Assistente de Instrutor, o Open Water Scuba Instructor é o primeiro nível PADI para quem deseja ser um instrutores de mergulho.

O OWSI é o nível que marca o início da independência do profissional de mergulho, já que, a partir daqui, ele está apto e autorizado a ministrar aulas teóricas e práticas, sem a necessidade de supervisão de outro instrutor, sendo diretamente responsável pela formação de novos profissionais do mergulho, do básico (OWD) até o Divemaster.

É neste curso que você aprenderá como ministrar aulas de mergulho baseadas na metodologia de ensino PADI, assim como a calcular preços e definir estratégias de venda para a comercialização de cursos de mergulho.

Na nossa página Como Virar Instrutor de Mergulho, você encontra mais detalhes sobre quais etapas você percorrerá até se tornar um instrutor de mergulho OWSI.

MSD

MSD

Muitos confundem o Master Scuba Diver (MSD) com o divemaster (DM). O divemaster como já explicamos em post anteriores é o primeiro nível profissional. Já o Master Scuba Diver é apenas um mergulhador recreativo, mas não é um mergulhador qualquer. Ele é a Elite do mergulho recreativo!

MSD é um título e não um curso e para você adquiri-lo precisa ser mergulhador de resgate, ter feito 5 especializações diferentes e ter mais de 50 mergulhos registrados.

Os profissionais que possuem a certificação de Master Scuba Diver são considerados os mergulhadores de elite.

E não é para menos! A quantidade de profissionais de mergulho formados pela PADI que possuem a certificação MSD é inferior a 2%!

SI

SI

O Instrutor de Especialidades (Specialty Instructor) é o profissional de mergulho com a maior possibilidade de viver experiências diferentes.

Como o próprio nome já diz, ele é o profissional responsável por ministrar aulas sobre áreas mais especializadas do mergulho, como fotografia subaquática, mergulho noturno, mergulho multinível, navegação subaquática, mergulho no gelo e várias outras.

É ele que pode ajudar você a unir o mergulho a outras atividades com as quais você tenha mais afinidade.

MSDT

MSDT

O Master Scuba Diver Trainer eleva você para a elite dos instrutor de mergulho.

Ser certificado como MSDT mostra que você, como profissional de mergulho, dispõe de bastante experiência e de todas as certificações necessárias para ser o responsável pela formação de profissionais que desejam ser um Master Scuba Diver.

Para ser um Instrutor MSDT, você precisa ter formado pelo menos 25 mergulhadores PADI e ter no mínimo 5 certificações de Specialty Instructor. 

SCUBA

SCUBA

Este é um dos termos mais presentes nas siglas utilizadas na PADI e, muitas vezes, é utilizado como se fosse apenas um termo complementar.

A sigla vem de Self Contained Underwater Breathing Apparatus, termo que pode ser traduzido como aparelho autônomo para respiração subaquática ou aparelho para respiração subaquática independente e que serve para caracterizar o aparelho utilizado atualmente para possibilitar a respiração em mergulhos autônomos.

Os primeiros mergulhos realizados na história da humanidade datam de tempos muito antigos, em que era necessário ter uma fonte de fornecimento de ar que vinha da superfície, o que limitava, e muito, a mobilidade dos mergulhadores. Além disso, os equipamentos eram gigantes.

Até o meio do século passado, havia basicamente dois sistemas de respiração subaquática: o sistema de circuito aberto, onde o ar que o mergulhador expirava era ventilado diretamente na água, e o sistema de circuito fechado, onde o dióxido de carbono é removido do ar expirado pelo mergulhador, recebe uma adição de oxigênio e é inserido novamente no circuito.

A unidade SCUBA permite a respiração subaquática por longos períodos de tempo, com ar comprimido, permitindo que os mergulhadores possam executar seus mergulhos com maior mobilidade.

Em 1943, Jacques-Yves Cousteau e Emile Gagnan desenvolveram o AquaLung, um regulador de mangueira dupla que era conectado à garrafa de ar comprimido. Este foi o primeiro aparelho que permitia respirar sem estar ligado à superfície. O próprio nome AquaLung significa pulmão aquático.

Está gostando da nossa série com as siglas mais utilizadas na PADI? Não deixe de assinar nossa newsletter para ser avisado sempre que publicarmos um post novo.

Fonte de imagens: Freepik

 

Você também vai gostar de