Viajar é bom e todo mundo gosta.

Trabalhar fora do Brasil, conhecer novos lugares, novas pessoas, novas culturas e ver outras paisagens são experiências que ajudam a construir uma nossa percepção do mundo e acabam influenciando na determinação de alguns sonhos e objetivos de vida.

Há quem diga que, se pudesse, passaria a vida viajando e conhecendo novos lugares, mas o trabalho não permite. Será?

Na verdade, ao contrário do que muitos pensam, o sonho de trabalhar fora do Brasil não é algo impossível.

Algumas profissões permitem às pessoas trabalhar em um certo lugar e, depois, mudar de país, mantendo essa dinâmica constante. Outras, permitem o trabalho em determinados locais por temporada, de forma que o profissional pode exercer a profissão por certo período em um outro país por conta de alguma demanda ou necessidade sazonal e, depois, voltar para casa.

Sabendo disso, neste post, trouxemos 6 profissões que permitem trabalhar em diversos lugares do mundo e podem proporcionar experiências, pessoais e profissionais, incríveis.

Já escolheu o país onde quer morar? Então, continue lendo este artigo e compartilhe com seus amigos.

#1 - INSTRUTOR DE MERGULHO

Instrutor de Mergulho

Essa não poderia deixar de ser a primeira profissão da nossa lista.

Nós, da Let’s Dive, respiramos mergulho e sabemos que os benefícios de trabalhar como instrutor são inúmeros. Um dos principais é o motivo de termos colocado essa profissão na lista: você pode trabalhar em qualquer lugar do mundo!

Um passo muito importante na carreira de um instrutor de mergulho é a escolha do órgão certificador. É ele que vai reconhecer o nível de qualidade que você tem como instrutor.

A PADI é a maior e mais reconhecida empresa certificadora de mergulho do mundo. A certificação PADI possui validade em mais de 186 países, portanto ser um profissional PADI pode ajudar bastante na hora de procurar trabalho como instrutor de mergulho.

Você pode trabalhar em resorts ou centros de mergulho, dando aulas ou participando das operações. Como profissional certificado PADI, você terá acesso exclusivo às ofertas de trabalho nos resorts e centros de mergulho de todo o mundo, e ainda pode publicar seu currículo.

Como instrutor de mergulho, você também pode trabalhar em cruzeiros ou de forma independente, fazendo seus próprios horários e adequando-se à necessidade dos seus clientes.

#2 - CHEF DE COZINHA

Chef de cozinha

Quem trabalha (ou quer trabalhar) com gastronomia, geralmente, gosta de viver experiências diferentes. A mistura de sabores, temperos, aromas, o envolvimento da tradição com elementos inovadores costuma encantar e motivar os chefs de cozinha.

Trabalhando como chef de cozinha, é possível expandir os horizontes e, além de viver novas experiências dentro da cozinha, conhecer novas culturas, novas tradições, novos temperos.

Cada país tem um misto diferente de culturas. Em cada cultura, os costumes são diferentes. Agora imagine quantas experiências um chef de cozinha pode ter, quanto ele pode conhecer enquanto trabalha em diferentes lugares durante sua carreira.

Em todos os lugares do mundo há restaurantes, lanchonetes, cantinas, docerias, hotéis, cafeterias, portanto, em todos os lugares do mundo há trabalho para os profissionais da gastronomia. Você pode trabalhar em outro país a fim de conhecer a culinária local, ou pode se tornar um especialista na culinária do seu país de origem e ser um propagador dos sabores da sua terra pelo mundo.

Os requisitos para ser um chef de cozinha variam bastante, conforme as culturas. Em alguns lugares, é preciso ter diplomas, certificações, experiências e referências. Em outros, tudo o que você precisa são noções básicas de cozinha e muita vontade de aprender.

#3 - PROFESSOR DE PORTUGUÊS

Professor de Português

Da mesma forma que nós, brasileiros, estudamos línguas estrangeiras, como inglês, espanhol, francês e outras, as pessoas lá fora também estudam a língua portuguesa, seja por desejo ou necessidade.

As formas de ensino são diversas. Há pessoas que preferem procurar instituições de ensino de línguas, outros preferem aulas individuais, para conseguir uma melhor experiência de aprendizado.

Para trabalhar em escolas de ensino de idiomas, você provavelmente precisará ter uma formação acadêmica em Letras, para comprovar o domínio prático e teórico da língua, e, também, para garantir a nível de qualidade dos profissionais da instituição.

Para aulas particulares, muitas vezes, um conhecimento profundo do português é suficiente.

Como professor de português para estrangeiros, você pode trabalhar e ganhar seu dinheiro enquanto conhece pessoas e lugares diferentes.

#4 - DANÇARINO(A)

Dançarino

Dançarinos costumam viajar bastante e conhecer diversos lugares do mundo acompanhando as companhias e grupos de dança com os quais se apresentam.

Os espetáculos costumam ser planejados e apresentados em temporadas, e ficam disponíveis em cada lugar visitado por um período de tempo determinado. Depois, os dançarinos embarcam novamente e levam o espetáculo para outros lugares.

Quando, por qualquer motivo, querem diminuir o ritmo das viagens, podem dar uma pausa nos espetáculos e trabalhar nas escolas e companhias de dança locais, como instrutores ou professores de dança.

#5 - BARTENDER

bartender

Semelhantemente aos que decidem viajar e conhecer o mundo trabalhando como chef de cozinha, algumas pessoas abraçam a profissão de bartender com o mesmo objetivo.

Os bartenders são os responsáveis pelo preparo de coquetéis e bebidas, muitas vezes, entretendo os clientes através de malabares e pequenos truques, para oferecer uma experiência mais completa. Por conta disso, são muito requisitados em bares, restaurantes, pubs, casas noturnas e em cruzeiros.

Não há um acordo comum sobre a regulamentação da profissão, portanto, a qualificação e as experiências ajudam bastante na hora de conseguir trabalho.

Para os brasileiros que desejam ingressar na profissão de bartenders para trabalhar viajando pelo mundo, os cruzeiros são uma ótima oportunidade e costumam ser porta de entrada para muitos. É importante lembrar que é importante falar uma segunda língua, geralmente inglês, em nível fluente.

Existem muitas outras carreiras que permitem que o profissional trabalhe fora do Brasil, seja instalado em outro país ou viajando constantemente. É importante lembrar que, em todos os casos, você precisará aprender, no mínimo, uma língua além do português, para conseguir se comunicar e interagir com as pessoas e a cultura do país que você escolher.

Você também alimenta o sonho de trabalhar fora do Brasil? Como está se preparando? Conte pra gente nos comentários!

E você que já trabalhou ou trabalha fora do país, que tal compartilhar sua experiência para ajudar quem ainda está em busca desse objetivo? Seus comentários também são bem-vindos.

Fonte de imagens: Freepik

 

Você também vai gostar de