Muitas pessoas deixam de viver diversas experiências por falta de dinheiro. Ter uma renda extra ou opções de financiamento que possibilite a realização de objetivos de alto investimento é o sonho de muita gente.

Um dos desejos de muitas pessoas é ter uma segunda carreira, ou até mesmo abandonar seu atual escopo de trabalho e mudar de carreira completamente. Esse é um processo que exige bastante organização, principalmente financeira!

Pensando nisso, tivemos a ideia de fazer esse post pra você que deseja se tornar um profissional de mergulho mas ainda não conseguiu juntar o dinheiro necessário para investir neste sonho.

Hoje, vamos dar dicas de como você pode bancar seu curso de divemaster ou instrutor de mergulho sem precisar ficar adiando seu sonho para mais tarde.

Vamos lá?

#1 - Seja um parceiro Uber

Parceria com o Uber

Este deve ser, provavelmente, a forma mais procurada ultimamente por pessoas que querem obter uma renda extra. Talvez porque com uma carteira de habilitação válida, um smartphone com iOS versão 7 ou superior, ou Android, a partir da versão 4.0 e um carro com 4 portas, 5 lugares e ar condicionado, fabricado a partir de 2008, praticamente qualquer pessoa pode ser tornar um parceiro Uber.

Você pode, durante o período em que estiver fazendo seu curso de mergulho, utilizar as horas livres que você terá para utilizar seu carro para faturar uma grana extra prestando seu serviço como parceiro Uber e, assim, ajudar a custear seu curso.

A taxa cobrada pela Uber varia conforme as diversas categorias de serviço existentes na plataforma (para cada uma delas, existem especificações e exigências para os veículos). Na modalidade uberX, que é a mais comum, a taxa é de 20%.

A Uber disponibiliza para os motoristas uma ferramenta que permite calcular a estimativa de receita, baseando-se no tempo que o motorista disponibiliza para a prestação do serviço. Segundo a ferramenta, motoristas que trabalham com o Uber 4 horas por dia durante 5 dias na semana, podem faturar até R$ 1.948,60 por mês, já descontadas as taxas aplicadas pela Uber. Uma ótima renda extra, não?

#2 - Seja um consultor

Seja um consultor

Outra forma interessante de obter uma renda extra para ajudar a pagar seu curso de divemaster ou instrutor de mergulho é aproveitar a experiência que você acumulou na sua atual área de conhecimento e prestar serviços de consultoria para profissionais, pessoas ou empresas.

Apesar de boa parte das pessoas estarem buscando exatamente mudar de carreira, a rotina de um consultor é bastante diferente do cotidiano de um escritório. Você pode combinar seus horários e entregas com seus clientes, podendo trabalhar nas horas que forem mais favoráveis para você. Além disso, o contrato pode ser facilmente dissolvido, caso você ou o cliente tenham interesse.

#3 - Trabalhe como freelancer

Seja um freelancer

Com toda a integração da tecnologia com as rotinas, ferramentas e sistemas implantados nas empresas nos últimos anos, a modalidade de trabalho freelancer é uma das que mais cresce.

Os freelancers são profissionais que exercem suas atividades de forma independente, através de contratos sem vínculo empregatício, que permitem que eles trabalhem de qualquer lugar, segundo seu próprio cronograma, obedecendo, é claro, os prazos de entrega acordados com os clientes.

É uma modalidade de trabalho muito utilizada por designers, redatores, programadores, jornalistas, fotógrafos, músicos, arquitetos e tradutores.

Os freelancers podem prestar seus serviços através de contrato de prestação de serviços de pessoa física ou jurídica, geralmente, conforme a exigência do cliente.

Para ter volume de trabalho e assim uma boa renda como freelancer, você precisa investir tempo para prospectar clientes. Você pode visitar as empresas para divulgar seus serviços ou pode se cadastrar nos diversos sites que oferecem serviços de freelancers, como é o caso do 99freelas.

Como existe espaço para vários profissionais na modalidade freelancer, esta acaba sendo, também, uma ótima fonte de renda extra para profissionais que têm o mergulho como hobby e desejam conhecer mais a fundo (literalmente) o mundo do mergulho e tornar-se um profissional nesta área.

#4 - Alugue seu imóvel

Alugue seu imóvel

Uma das formas mais assertivas de fazer um curso de mergulho é a imersão. Quando você se desliga da sua rotina, sai de casa e vai viver o dia a dia do mergulho enquanto estuda, você fica mais focado e tem melhores resultados (falaremos mais sobre isso em outro post).

Quando você sai de casa e vai para outra cidade fazer seu curso de divemaster ou instrutor de mergulho, seu imóvel fica disponível, não é mesmo? Só se você quiser!

No período em que você estiver planejando sua viagem, você já pode anunciar que seu imóvel está disponível para aluguel. Assim, quando você viajar, seu imóvel já estará servindo de lar para outra pessoa e você ganha uma renda extra todo mês para te ajudar a pagar seu curso de mergulho. Olha só que genial! 😉

#5 - Ganhe dinheiro com suas habilidades manuais

Trabalhos manuais

Algumas pessoas possuem habilidades especiais e muito talento, e conseguem criar coisas incríveis com as suas próprias mãos.

Artesãos, designers de doces, decoradores, profissionais de papelaria artesanal, carpinteiros e muitos outros. Todos estes, através das ideias que ganham vida no trabalho de suas mãos habilidosas, podem também conseguir faturar uma grana extra enquanto fazem seu curso de mergulho.

O Elo7 é um marketplace brasileiro onde diversos profissionais expõem e vendem seus produtos feitos à mão. Além disso, você também sempre pode se beneficiar da sua rede de contatos para fechar alguns contratos ou vender algumas das suas obras de arte. 😉

#6 - Contrate um consórcio de serviços

Faça as contas

Essa é uma super novidade do mercado!

O Banco do Brasil foi a primeira instituição bancária a disponibilizar um consórcio para serviço. Com ele é possível contratar, por exemplo, cirurgias plásticas e procedimentos estéticos, uma viagem, pagar a faculdade ou outros cursos.

E tudo isso sem juros, com uma taxa de administração competitiva e com planos até 36 meses para descomplicar ainda mais para você. 🙂

Esta é uma maneira fácil e segura de financiar seu curso de instrutor de mergulho sem muita burocracia e de maneira que caiba em seu bolso. 

Como todo consórcio, você não precisa pagar todas as parcelas para ser contemplado. Você pode ser sorteado ou pode dar um lance, ou seja, antecipar parcelas. Quem der o lance mais alto leva o consórcio.

Existem diversas maneiras de conseguir uma renda extra para ajudar a realizar seu sonho de se tornar um profissional do mergulho. Seu desejo pode ser ter uma segunda carreira, ou até mesmo, mudar completamente de profissão. De qualquer forma, não deixe para depois o que pode te fazer feliz hoje!

Fonte de imagens: Freepik

O que você achou do post de hoje? Você também está querendo fazer seu curso de instrutor de mergulho, mas ainda tem muitas dúvidas? Assine a newsletter do nosso blog e receba diversas dicas no seu e-mail!

 

Você também vai gostar de