Uma boa formação técnica é indispensável para qualquer um que queira ser um bom profissional de mergulho. Porém, existem outros conhecimentos que não são necessariamente ensinados em um curso de mergulho, mas que, ainda assim, são essenciais para quem quer se destacar no mercado.

No post de hoje, nosso objetivo é trazer para você 3 habilidades de gestão que fazem parte do dia a dia de profissionais da área de mergulho, e como elas servem ao escopo de trabalho de um divemaster ou de um instrutor de mergulho, para que você entenda o quanto elas são importantes e por que você deve buscar ampliar seu conhecimento sobre elas.

Pronto? Mergulha com a gente no assunto desse post! 😉

#1 - Administração do tempo

Administração do tempo

O tempo é um recurso altamente escasso para qualquer um dos diversos tipos de profissionais, simplesmente porque não podemos armazená-lo. O tempo que passou não pode ser recuperado, e o tempo que ainda está por vir não pode ser utilizado antes do presente.

Se tudo o que temos é o tempo disponível neste exato momento, precisamos utilizá-lo da melhor maneira possível, não é mesmo? Por mais que não possamos já utilizar o tempo futuro, podemos, sim, planejar como vamos utilizá-lo, e esse planejamento é essencial para qualquer profissional, inclusive para profissionais de mergulho.

Esse planejamento é comumente chamado na área de gestão como administração do tempo. Administrar o tempo não é exatamente difícil, mas requer um exercício constante.

Você pode fazer esse exercício com a periodicidade que julgar melhor. Geralmente, faz-se diariamente ou semanalmente, dependendo da frequência e do ritmo que ditam sua agenda.

Comece separando todos os seus compromissos e tarefas pelo nível de urgência que você confere a cada um deles. Identifique aqueles que possuem baixa prioridade, os que possuem prioridade média e os que são urgentes. Depois, classifique-os também segundo o quantidade de tempo que eles tomam de você.

Feita essa categorização, comece a organizar suas tarefas, de forma a mesclá-las, sempre que possível. A realização de tarefas de baixa prioridade, geralmente trazem resultados concretos somente a médio e longo prazo, e, por conta disso, podem levar você a ter a sensação de estar perdendo seu tempo. Em contrapartida, muitas tarefas de alta prioridade realizadas em sequência podem fazer você pensar que está correndo contra o tempo o tempo todo, já que tudo acaba se tornando urgente.

Misturar diferentes atividades ao longo do dia ou da semana, vai fazer você perceber que tudo aquilo que precisa ser resolvido rapidamente está sendo resolvido, mas que você também está cuidando das coisas que precisam de um tempo para acontecer. 😉

Atualmente existem diversos site e aplicativos que podem te ajudar a gerenciar o seu tempo. Eles vão desde um lista de tarefas, como o Wunderlist, até ferramentas mais completas como o Trello, onde você pode classificar e organizar melhor suas atividades.

#2 - Marketing e Vendas

Marketing e vendas para profissionais de mergulho

O Marketing é a área da gestão que está altamente envolvida (mas não apenas) com a “mercadização” de um produto ou serviço. Isso envolve a preocupação com atributos do produtos ou serviços como funcionalidade, especificações, design ou apresentação, e outros; precificação; distribuição; divulgação e propaganda; e quaisquer outros atributos que precisam ser trabalhados para tornar o produto ou serviço vendável.

Agora, pare e pense: você já parou para pensar que profissionais de mergulho também podem ser considerados produtos? Pois é! E tal como outros produtos, também precisam de uma boa dose de conceitos de marketing para se tornarem “contratáveis”.

Como profissional de mergulho, a primeira coisa que você precisará mostrar para o seu cliente serão as suas especificações e funcionalidades. É aqui que entra a importância do seu curso de mergulho, de uma boa formação técnica como divemaster ou como instrutor de mergulho. Para conquistar os melhores clientes, é imprescindível buscar a melhor formação, na melhor escola, através dos melhores professores.

Agora que você já mostrou a funcionalidade do produto, é hora de pensar no preço. Não importa se você quer trabalhar em um centro de mergulho, resort, cruzeiro ou de forma independente. Você precisa saber quantificar a sua remuneração. Você já entrou em alguma loja onde você diz o quanto deseja pagar por cada produto? Não, não é? Os produtos já chegam às prateleiras com seus preços determinados, baseados no que eles podem oferecer ao cliente e na sua qualidade.

E por falar em prateleiras, outro ponto importante é definir onde você, profissional de mergulho, estará disponível para os clientes. Antes de sair por aí entregando currículos, defina onde você quer trabalhar. Cruzeiro? Live aboard? Quer ser instrutor em um curso de mergulho? Quer trabalhar fora do país? Trace seu objetivo e corra atrás dele.

Por último, mas não com menor importância, aprenda a divulgar-se. Preocupe-se com a apresentação do seu currículo. Qual formato funciona melhor para alcançar os objetivos que você definiu? Papel? Vídeo? Apresentação online? Perfil no Linkedin? Existe um formato que se adequa melhor ao perfil de cada profissional. Encontre o seu e divulgue-se!

#3 - Planejamento

Planejamento para profissionais de mergulho

Como já comentamos no primeiro tópico, sobre Administração do tempo, planejar é essencial para que as atividades ocorram de forma melhor. Entretanto, o planejamento das atividades de um divemaster ou de um instrutor de mergulho vai além do gerenciamento do tempo disponível para a sua execução.

Cada atividade pode ser desempenhada de forma independente, ou podem, também ser parte de um processo ou projeto maior. Portanto, para garantir que suas atividades estão atendendo ao objetivo principal, esquematize (através de um quadro, tabela, ou outra ferramenta) o relacionamento das suas atividades entre si.

Por exemplo, cada operação de mergulho possui um objetivo. Pode ser um mergulho de algum curso, pode ser uma saída de mergulho para lazer, pode ser um serviço prestado para uma empresa ou instituição.

Cada operação de mergulho também é montada a partir de um sequência de tarefas, e muitas delas, exigem preparação prévia. Vou ministrar algum curso? Que equipamentos vou precisar? Qual é a experiência do grupo que vou guiar? Essas são algumas das perguntas que você deve se fazer e assim começar listar as tarefas, relacionando-as com os respectivos responsáveis e determinando um cronograma, principalmente para aquelas que são críticas para o sucesso de uma tarefa seguinte.

Com essas informações em mãos, avalie todas as possibilidades de falha e determine ações preventivas e até corretivas para estar preparado, caso aconteça algo fora do roteiro. E se a condição de mar não estiver boa no ponto de mergulho? E se algum equipamento apresentar algum problema? Alinhe essas informações com toda a equipe e esteja certo de que todos entendem seus papéis em cada atividade e no alcance do objetivo principal.

Percebe como planejar é crucial? Talvez você já faça o planejamento das suas tarefas, mas veja como é importante entender o todo, quando elas fazem parte de um processo ou projeto maior. O planejamento pode ser um fator determinante para o sucesso ou o insucesso de uma operação.

Nem sempre apenas o conhecimento técnico adquirido no curso de mergulho será suficiente para que você tenha sucesso na profissão. Quer crescer na indústria de mergulho? Então, expanda seus horizontes!

Fonte de imagens: Freepik

Você, como profissional de mergulho, já conhecia essas habilidades de gestão? Você já utiliza alguma delas no seu dia a dia? Compartilha com a gente nos comentários. 😉

 

Você também vai gostar de