Todo mundo, quando criança, em algum momento se deparou com uma pergunta clássica: “O que você quer ser quando crescer?”.

Alguns já sabem desde muito cedo, outros demoram anos para descobrir. Há ainda aqueles que se espelham nos pais, avós ou em outras pessoas que são referência, e decidem seguir a mesma profissão.

Em todos os casos, nem sempre a primeira escolha é a correta, e, muitas vezes, leva-se anos para descobrir que o que antes parecia sonho, hoje pode ser confundido com um pesadelo.

Não há coisa pior do que ter que levantar pela manhã e pensar “Lá vou eu novamente passar o dia inteiro fazendo algo que eu detesto!”.

O brasileiro, geralmente, dedica um terço do dia (8 horas) ao trabalho. Se considerarmos que passamos outras 8 horas por dia dormindo, gastar tantas horas todos os dias fazendo algo que não nos traz nenhum prazer e ainda eleva o nível de estresse não parece a melhor das ideias, não é?

Sabendo disso, nós resolvemos trazer 5 super dicas para você que está insatisfeito com seu trabalho sobre o que é preciso fazer para mudar de carreira e ser feliz todos os dias!

Gostou do que vem por aí? Então compartilhe esse artigo com seus amigos e não se esqueça de deixar o seu comentário.

Reflita sobre suas motivações

Motivação para mudar de carreira

O que te faz levantar da cama todos os dias? O que te motiva a tomar um banho pela manhã, escolher uma roupa, sair de casa, ligar o carro (ou pegar o ônibus) e se dirigir até o seu local de trabalho?

O que te deixa insatisfeito? Seu trabalho ou seu emprego? Ou serão os dois?

Não sabe a diferença? A gente explica.

Trabalho tem a ver com o que você faz como profissional, seu campo ou área de atuação. Emprego está mais relacionado com o seu status profissional atual.

Sendo assim, se você gosta do que faz e se sente feliz e realizado no dia-a-dia, mas a empresa em que você está não apoia seu desenvolvimento profissional ou não reconhece seu desempenho, você pode ter um bom trabalho, mas não um bom emprego.

Há também casos em que a empresa pode pagar os melhores salários, oferecer diversos benefícios, apoiar ações de treinamento, mas você não tem afinidade alguma com suas tarefas do dia-a-dia. Neste caso, você tem um bom emprego, mas não um bom trabalho.

Sabendo disso, agora você pode pensar melhor e mais profundamente sobre suas motivações e responder as perguntas que fizemos acima.

Antes de dar qualquer passo adiante na decisão de mudar de carreira, esteja certo de que sua insatisfação hoje está ligada diretamente ao seu trabalho, ao que você realiza como profissional. Caso contrário, amanhã você pode se deparar com o mesmo dilema novamente.

Avalie suas possibilidades

Possibilidades ao mudar de carreira

Uma vez que você tenha decidido mudar de carreira, é hora de pensar nas alternativas.

O que você gosta de fazer? Há alguma área ou profissão que você já tenha experimentado antes e deseja conhecer mais detalhadamente?

Converse com outros profissionais, com amigos, colegas de trabalho, faça testes, descubra mais sobre sua personalidade. Descubra o que dá propósito à sua vida.

Mudar de carreira não é uma decisão simples, portanto, nesta etapa, avalie minuciosamente todas as possibilidades antes de seguir em frente. Se você deixar essa avaliação para mais tarde, o gasto de energia, tempo e dinheiro pode ser bem maior!

Planeje sua transição

Transição de carreiras

Depois de ter compreendido suas reais motivações e avaliado todas as possibilidades que estavam disponíveis, você decidiu mudar de carreira. Ótimo!

Agora é hora de organizar suas ideias, suas expectativas e suas restrições, colocar tudo na ponta do lápis e estruturar um plano.

Já dizia o ditado popular que “para quem não sabe aonde quer ir, qualquer lugar serve”.

Não tome nenhuma atitude sem antes planejar toda a sua transição de carreira! Defina seu objetivo principal e, com base nisto, fragmente seu plano em ações menores e estabeleça prazos e metas para cada uma destas ações.

Sua transição de carreira envolve uma nova graduação? O aprendizado de uma nova língua? Um curso profissionalizante? Um certificado específico emitido por algum órgão regulamentador? Quanto tempo você levará para concluir cada etapa?

Faça um cronograma para que você possa acompanhar o desenvolvimento de cada etapa e avaliar o quão próximo você está de atingir seu objetivo principal.

Organize suas finanças

Organizar finanças

Nós já comentamos aqui no blog sobre as dificuldades que podemos enfrentar quando decidimos mudar de vida. Escolher uma nova carreira causa grande impacto físico, psicológico e, também, financeiro.

Nem sempre é necessário um alto investimento para mudar de carreira. Porém, é preciso estar atento ao fato de que, durante o período de transição, dependendo da carreira que escolher, você pode precisar fazer alguns investimentos (treinamentos, equipamentos, livros), comer fora de casa com uma frequência maior, aumentar a quantidade de deslocamentos que faz durante um dia.

Se seu projeto de transição de carreira exige dedicação full time e for preciso abandonar seu emprego atual, um planejamento financeiro bem estruturado torna-se ainda mais necessário.

Em alguns casos, adiar um pouco a decisão enquanto você se organiza melhor pode ser uma ótima opção.

Abrace sua nova vida

vida2

Você já se questionou sobre suas motivações, analisou minuciosamente cada uma das suas possibilidade, traçou um plano detalhado, com metas e prazos bem definidos, e organizou suas finanças para conseguir arcar com os custos de toda essa mudança de vida. Agora chegou a hora de colocar a mão na massa e correr atrás da realização do seu sonhos.

Dedique-se com bastante afinco. Estude, pesquise, leia, observe, experimente. No processo de aprender tudo sobre sua nova carreira, seja um aluno nota 10. Absorva o máximo de informações, prestando atenção aos menores detalhes. Bons alunos têm chances maiores de tornarem-se bons profissionais.

Siga o cronograma que você construiu, esforce-se para alcançar suas metas nos prazos determinados, ou até mesmo antes, se possível. Afinal, quanto mais rápido você estiver novamente disponível para o mercado de trabalho, melhor para você, para sua carreira e para o seu bolso!

Você que já fez parte do clube dos que estavam insatisfeitos com o trabalho e decidiram mudar de carreira, conte sua experiência pra gente nos comentários!

E para você que continua insatisfeito com seu trabalho mas ainda não sabe que carreira seguir, a gente tem uma DICA EXTRA:

VOCÊ JÁ PENSOU EM TRABALHAR COM MERGULHO?

Trabalhe com mergulho

Na busca por maior satisfação pessoal e uma carreira mais flexível, muitas pessoas têm encontrado no mergulho uma oportunidade fantástica para mudar de vida!

Para muitos dos que estão insatisfeitos ou entediados com a sua carreira atual, a mudança radical na rotina, a possibilidade de trabalhar em qualquer lugar do mundo e os benefícios para a saúde física e mental são ótimas razões para considerar o mergulho como alternativa.

Imagine só: um dia você pode estar numa sala de aula ministrando aulas e ajudando a mudar a vida de outras pessoas que também estão infelizes com suas carreiras; no outro, você pode estar em alto-mar explorando as belezas do universo subaquático junto a um grupo de mergulhadores.

Vai dizer que não parece interessante? Quer saber mais sobre a rotina de um instrutor de mergulho? Aqui mesmo no blog você pode tirar todas as suas dúvidas!

Para ficar sempre por dentro e não perder nenhuma novidade, inscreva-se em nosso blog para receber nossas atualizações!

Fonte das imagens: Freepik

E você, já decidiu mudar de carreira? Deixe seu comentário contando como está o seu planejamento. Se preferir, escreva também sobre as suas dúvidas neste assunto que eu lhe responderei.

 

Você também vai gostar de