Esta semana resolvi escrever sobre os tipos de mergulho sob a ótica do trabalho. Existe uma grande confusão que as pessoas fazem entre mergulho profissional e profissional de mergulho.

Muita gente acaba procurando as escolas de mergulho recreativo para obter informações sobre a formação de mergulho profissional.

Este equívoco surge principalmente pelo termo usado mergulho “profissional”. A palavra profissional acaba dando o falso entendimento de que aquela pessoa está preparada para trabalhar com qualquer tipo de mergulho, o que não é verdade.

Existe uma grande diferença entre os profissionais que se formam para trabalhar no mergulho profissional, também conhecido como mergulho comercial, e no mergulho recreativo.

A formação desses 2 profissionais é completamente diferente, mesmo que ambos recebam o título de mergulhador.

O profissional do mergulho recreativo atua no segmento do turismo, guiando grupos de mergulho ou ministrando cursos. Já o mergulhador profissional executa trabalhos subaquáticos, como manutenção e reparo de estruturas.

Ficou curioso para conhecer as principais diferenças entre esses 2 tipos de profissionais de mergulho? Então continue lendo este artigo para aprender mais sobre:

MERGULHO PROFISSIONAL

profissional

Para iniciar sua carreira no mergulho profissional e ficar habilitado a trabalhar até 50 metros de profundidade você precisa se formar como mergulhador raso.

No curso de mergulhador raso o aluno aprenderá sobre:

  • Mergulho com ar comprimido a pequena profundidade
  • Equipamento de Mergulho
  • Princípios básicos de física aplicados ao mergulho
  • Montagem de estruturas submersa
  • Noções de marinharia
  • Elaboração de planos de mergulho e relatórios técnicos
  • Emergência e resgate no mergulho

No Brasil existem apenas 2 escolas, credenciadas pela Marinha, que ministram o curso de mergulhador raso:

Após a formação de mergulhador raso para entrar no mercado de trabalho você ainda precisará fazer alguns cursos de especialização como filmagem subaquática e corta e solda de baixo d’água.

Mas você deve estar se perguntando: e aqueles caras que trabalham em grandes profundidades nas plataformas de petróleo?

Este é o mergulhador profundo, que está habilitado a mergulhar a mais de 50 metros de profundidade e a fazer mergulhos saturados.

No Brasil existe uma norma da marinha, a Normam 15,  que regulamenta a formação de profissionais, além de todas as atividades subaquáticas realizadas no mergulho profissional.

Os mergulhadores profissionais trabalham basicamente em 3 segmentos:

  • Indústria Naval realizando limpeza e reparo de casco, limpeza e polimento de hélice,  inspeções subaquáticas, reflutuação de barcos afundados, dentre outros.
  • Empresas da Construção Civil fazendo por exemplo inspeções subaquáticas, aplicação subaquática de betões e explosivos em obras de reparo e construção de pontes e portos.
  • Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás Natural, seja na exploração ou offshore, realizando soldas, reparos em plataformas e navios sonda.

O trabalho do mergulhador comercial é pesado e requer uma boa condição física. Sem falar que na maioria das vezes os mergulhos são feitos com baixa visibilidade

A maioria dos trabalhos envolvem ferramentas pesadas e trabalho braçal, como por exemplo a perfuração de rochas com martelo pneumático e a limpeza de casco de navio.

MERGULHO RECREATIVO

Mergulho Recreativo

Para trabalhar com mergulho recreativo é preciso você se formar como divemaster ou instrutor de mergulho.

O divemaster funciona com um monitor de mergulho, guiando mergulhadores certificados ou dando suporte nos cursos de mergulho. Já o instrutor de mergulho é quem está habilitado a ministrar os diversos cursos de mergulho.

Um passo importante na carreira de um profissional de mergulho recreativo é a escolha da certificadora. É a certificadora de mergulho que irá reconhecer a validade do seus cursos e dos cursos e programas que ministra.

Existem diversas certificadoras no mercado como a PADI, SSI, Naui e CMAS. Entretanto, a PADI, Professional Association of Diving Instructors, é atualmente a melhor certificadora de mergulho do mundo.

Para se formar como divemaster ou instrutor de mergulho você precisará passar por alguns cursos para aprender as técnicas básico dos mergulho, técnicas para mergulhar em diferentes ambientes, além de técnicas para agir em situações de emergência.

Esses cursos são como:

  • Curso Básico de Mergulho
  • Curso Avançado de Mergulho
  • Curso de Primeiros Socorros
  • Curso de Mergulhador de Resgate

Na página Como Virar Instrutor De Mergulho aqui do portal, você encontra um detalhamento maior dos cursos citados acima.

Os profissionais do mergulho recreativo  trabalham basicamente em 3 segmentos:

  • Resort ou Centros de Mergulho
  • Cruzeiros ou Live Aboards
  • Organizando viagens de mergulho

O mergulho recreativo é um mar de oportunidades. Veja o artigo que escrevi algumas semanas com diversas dicas de onde você pode trabalhar!

A rotina de um profissional de mergulho recreativo pode ser puxada, mas é bem prazerosa. Você irá conhecer pessoas de todo mundo, fazer do mar o seu escritório e ainda ajudar as outras pessoas a realizarem um sonho.

Para ter uma ideia de como é a rotina de um instrutor de mergulho você pode fazer o download do Infográfico: Rotina de Instrutor de Mergulho

Vemos em vários locais pessoas falarem que instrutor de mergulho e divemasters não ganham dinheiro ou que é difícil arranjar emprego.

Entretanto, percebemos que falta muito profissionalismo no mercado. Pessoas despreparadas e não qualificadas encontrar dificuldade certamente irão encontrar dificuldades para se colocar no mercado. Por isso escrevemos um artigo com algumas dicas simples que fazem você ter sucesso como instrutor de mergulho.

Ficou clara a diferança entre esses 2 tipos de mergulho? Deixe seu comentário contando como está o seu planejamento para seguir carreira com o mergulho. Se preferir, escreva também sobre as suas dúvidas neste assunto que eu lhe responderei.

 

Você também vai gostar de