Já é bem sabido entre a galera que segue a gente aqui no blog que trabalhar como instrutor de mergulho traz um mundo de possibilidades.

Já falamos aqui no blog sobre a rotina de um instrutor de mergulho, sobre os horários, sobre os possíveis locais de trabalho, sobre as habilidades e competências necessárias, e, mais recentemente, falamos sobre algo que interessa a todo profissional: salário.

No post de hoje, queremos falar um pouco de cada um desses itens, mas de forma mais direcionada. A ideia do post de hoje é falar um pouco sobre como é o dia a dia dos instrutores de mergulho que trabalham em dive centers e resorts.

Vamos lá?

A “rotina”

Rotina de um dive center e resort

Muitas pessoas acham estranho quando utilizamos o termo “rotina”, talvez pelo fato de a profissão de instrutor de mergulho permitir ao profissional ter uma agenda com certa flexibilidade.

Mas, no caso daqueles que trabalham em dive centers e resorts, o termo é bem cabível e não precisa ser restritivo, afinal, por trabalharem em instituições que seguem uma certa dinâmica de turmas e agendamentos, na maioria das vezes, existe, sim, uma rotina a ser planejada e seguida, o que não significa que o dia a dia é monótono. Muito pelo contrário!

De forma geral, instrutores de mergulho que trabalham em dive centers e resorts, na maioria das vezes, possuem um cronograma bem definido de cursos e operações de mergulho.

O monitoramento desse cronograma no dia a dia precisa ser efetivo e minucioso, a fim de garantir que a formação dos alunos siga o padrão de qualidade estabelecido e deixe-os, de fato, preparados para exercerem a atividade, além de não atrapalhar a agenda da empresa.

O ambiente de trabalho varia entre salas de aulas e ambientes abertos, como piscinas e o próprio mar, onde os instrutores ministram as aulas, conforme todo o planejamento de conteúdo do curso.

Você precisará ser organizado e diciplinado para seguir o cronograma de cursos e mergulhos e ainda cuidar da recarga de cilindros, separação e lavagem de equipamentos ou até da manutenção de cilindros, reguladores e coletes.

Trabalhar como instrutor de mergulho é muito divertido e prazeroso, mas ainda assim tem suas responsabilidades como qualquer outra profissão. Como um funcionário de um dive center ou resort, você terá suas atribuições, que devem ser seguidas para garantir seu crescimento na carreira.

O seu horário de trabalho vai depender de vários fatores como horário da maré, horário de embarque, disponibilidade da piscina, dentre outros.

Existem resorts e dive centers que trabalham com horário fixo, das 8h00 as 17h00 por exemplo, mas a grande maioria varia. Você terá em média uma carga diária de 8 horas, tendo dias que trabalha mais e outros que trabalha menos.

Para os instrutores de mergulho que trabalham fixo em dive centers ou resorts, normalmente é dada uma folga semanal. Essa folga é tirada durante a semana, quando a procura pela atividade é menor.

Lembre-se, trabalhar com mergulho é o mesmo que trabalhar com turismo. Nós normalmente trabalhamos no momento de lazer e descanso das pessoas, ou seja, finais de semana e feriados. Como instrutor de mergulho, seu natal, ano novo, carnaval e páscoa serão debaixo d’água!

O público

Público de dive centers e resorts

É normal que as pessoas que procuram dive center para fazerem seus cursos já tenham um relacionamento mais longo com o mergulho como atividade.

Muitas delas, já tiveram contato com o mergulho em momentos anteriore, em alguma viagem por exemplo, e decidiram que queriam ter este hobby em suas vidas.

Portanto, os instrutores de mergulho que trabalham dive centers, geralmente, estão em contato com um público mais informado, mais maduro, no que diz respeito ao conhecimento sobre mergulho.

Geralmente, o público dos dive centers procuram mais por cursos, seja em nível de entrada, como é o caso do curso básico, ou educação continuada, como as especializações de mergulho.

Por outro lado, o público do resort normalmente busca ter a sua primeira experiência com o mergulho, através dos programas de entrada como o Discover Scuba Diving, o batismo da PADI.

Existem também resorts especializados em mergulho com crianças. Neste caso, a atividade é realizada na piscina e tem o objetivo que integrar a criança ao mundo do mergulho através de diversos programas da PADI, como o Seal Team ou o Bubblemaker.

As atividades

Atividades de um instrutor de mergulho

As atividades dos instrutores de mergulho que trabalham em dive centers e resorts variam na mesma proporção que a própria rotina de cada formação, conforme o escopo de cada curso.

Durante as aulas teóricas, por exemplo, o instrutor vai estar em sala de aula, ministrando o conteúdo aos alunos através de explanações, vídeos e outros materiais interativos. Nestes momentos, as habilidades de didática e oratória podem fazer grande diferença no alcance dos objetivos.

Na maioria dos casos, os instrutores também precisam avaliar o progresso dos alunos através de exercícios de fixação e exames escritos.

Quando ocorrem as aulas práticas, o ambiente muda um pouco, já que essas aulas são ministradas especificamente na água, seja em uma piscina ou mesmo no mar. É a hora de ensinar aos alunos como funciona, na prática, tudo o que você ensinou a eles na sala de aula, e auxiliá-los a transformar o conhecimento retido na mente em conhecimento aplicado. Nestas horas, é comum que o instrutor de mergulho precise de uma dose extra de paciência e muita cautela, para acompanhar e gerenciar a dificuldades, limitações, falta de habilidade ou mesmo de confiança de alguns alunos.

Além dessas, existem outras atividades que o instrutor de mergulho também executa “nos bastidores”, como o planejamento de aulas e logística dos mergulhos por exemplo, que farão parte do seu dia a dia.

O salário

Salário de um instrutor de mergulho

Falar sobre salário para profissionais de mergulho é um tanto quanto desafiador, não porque seja difícil, mas porque existem muitas variáveis envolvidas.

A começar pela legislação. Em 2015, o Brasil incluir na base de dados da CBO (Classificação Brasileira de Ocupações), gerenciada pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), a ocupação de Condutores de Turismo de Aventura, que é a ocupação utilizada geralmente por dive centers e resorts para assinar a carteira profissional de mergulho, por conta da ausência de uma ocupação específica para instrutores de mergulho.

A CBO não determina piso salarial para os profissionais desta categoria, assim como determina para médicos, advogados e outros profissionais. Por conta disso, o salário de um instrutor de mergulho costuma variar bastante de uma região para outra.

Além disso, fatores como a sua função no dive center ou resort, sua formação e qualificação, suas experiências e seus diferenciais como profissional também podem ser determinantes na definição do seu salário como instrutor de mergulho.

Em média, você receberá um salário fixo de 1.200 a 2.000 reais aqui no Brasil, dependendo da região, como já falamos. Este valor será acrescido da comissão de cursos ministrados e comissão de vendas.

Outro ponto importante é que instrutores de mergulho que trabalham em regime part time geralmente não recebem salário fixo, como aqueles que trabalham em regime full time.

O que acontece, em alguns casos, é que o instrutor de mergulho exerce também outras funções dentro do dive center ou resort, e acaba recebendo um salário maior, pela atribuição de mais responsabilidade e um escopo maior de tarefas. Ele pode ser o chefe da operação, o gerente de loja ou até o coordenador de cursos.

Prós e contras de trabalhar em resorts e dive centers

Prós e contras de trabalhar em dive centers e resorts

O lado bom de trabalhar como instrutor de mergulho dive centers e resorts é a experiência que você irá adquirir. Como um instrutor recém formado você terá a oportunidade de trabalhar com profissionais mais experiente, que vão compartilhar com você conhecimentos e experiências.

Trabalhando num dive center de mergulho você terá a oportunidade de aprender toda a rotina de um dive center, desde o atendimento ao cliente, até o back office como a logística de operações e aulas, aumentando o seu know how dentro da indústria do mergulho.

Como um instrutor de um dive center de mergulho você terá a oportunidade de ministrar uma variedade maior de cursos de mergulhos, diferente de um resort, que tem um trabalho mais voltado para os programas de entrada na atividade do mergulho, como o batismo de mergulho e o curso básico.

Num dive center, existem mais saída de cursos de educação continuada, como o curso avançado e o curso de mergulhador de resgate, além dos diversos cursos de especialização disponíveis na PADI, como mergulho em naufrágio e fotografia digital.

Ao optar por trabalhar como instrutor fixo em um dive center ou resort, você terá um salário fixo e uma certa estabilidade. Um grande benefício na hora de planejar a sua vida e ter mais tranquilidade para cumprir com seus compromissos como aluguel, família e estudos.

Como dissemos acima, trabalhar como instrutor fixo de um dive center ou resort envolve uma rotina, ou seja, você seguirá uma programação de cursos e mergulho, além de suas tarefas diárias. Para quem gosta de ter seu dia planejado e seguir cronogramas este é um ótimo benefício!

Trabalhando em dive center ou resort você tem ainda a possibilidade de trabalhar part time, como sua segunda carreira. Esta é uma ótima opção para quem um dia quer trabalhar com mergulho, mas desejar primeiro ganhar mais experiência e conhecer melhor o mercado do mergulho para trocar de carreiras com segurança.

Já falamos de muita coisa legal, mas o lado ruim? Como tudo na vida, trabalhar dive center ou resort também seus contras. Você estará limitado à programação da empresa, ou seja, deve seguir os procedimentos da empresa e fica preso à sua agenda de atividades.

Se você procura mais liberdade e flexibilidade, com certeza não deve trabalhar como instrutor fixo em um dive center ou resort. Como qualquer empresa você deverá cumprir uma carga horária de trabalho. Quando não estiver ministrando aula ou mergulhando, estará cuidando da recarga de cilindros, manutenção de equipamentos ou até ajudando no atendimento ao público na loja.

Fonte de imagens: Freepik

E você? Já se imaginou trabalhando num dive center ou resort? Acesse nossos planos de carreira e comece a planejar sua nova carreira! Quer saber mais sobre como é o trabalho de um instrutor de mergulho que trabalha de outras formas? Deixe sua sugestão pra gente nos comentários.

 

Você também vai gostar de