Essa é uma das perguntas que nós mais ouvimos. Se não for a mais frequente dentre todas.

É normal que, ao pensar em fazer um investimento em uma formação de instrutor de mergulho, qualquer pessoa pense também em com que velocidade ela conseguirá receber de volta o valor investido.

A verdade é que, assim, como em qualquer outra vertente profissional, a amplitude das faixas de remuneração entre instrutores de mergulho é gigante e depende de vários fatores.

A ideia deste post é explicar quais são esses fatores e como eles podem influenciar diretamente naquilo que vai para o seu bolso.

Quer saber como melhorar sua remuneração como instrutor de mergulho? Vem com a gente!

Salário Fixo

Salário Fixo

Políticas de remuneração fixa são bem comuns em diversos tipos de negócios e no mergulho não é diferente.

Em 2015 foi a criada no Brasil a ocupação de Condutores de Turismo de Aventura no CBO – Classificação Brasileira de Ocupações, gerenciado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

No CBO existe a ocupação de mergulhador profissional, mas esta é voltada para o mergulho comercial e não deve ser usada para o mergulho recreativo, pois trás exigências pertinentes apenas ao mergulho comercial.

Não existe no CBO uma ocupação para o instrutor de mergulho, ou seja, não é possível assinar sua carteira com esta ocupação, mas você pode utilizar a classificação do Condutores de Turismo de Aventura.

Algumas ocupações do CBO possuem piso salarial estabelecido, mas não é o caso do instrutor de mergulho, como no caso de outras ocupações como médicos e advogados.

Desta forma, sem um piso a variação de salário fixo varia muito de região para região, além de depender da função que você irá ocupar dentro do dive center.

Em média, aqui no Brasil, você receberá entre 1.200 a 2.000 reais

Instrutores part time não recebem salário fixo como os instrutores que trabalham em tempo integral. Se além de instrutor, você ocupar funções de chefe de operação provavelmente seu salário fixo será maior.

Cruzeiros e live aboards, por exemplo, costumam pagar salários fixos mais altos aos profissionais de mergulho, porém os valores são calculados com base na média do mercado local. Na Tailândia, por exemplo, a média fica entre 1000 e 1500 dólares mensais.

A maior vantagem da remuneração através de salário fixo é a estabilidade, tão sonhada e desejada por muitos. Porém, com a estabilidade do salário fixo, vem também o risco de ganhar menos que os profissionais que recebem sua remuneração comissionada com base no desempenho e na produtividade.

Comissão

Comissão Instrutor de Mergulho

Na maioria dos casos em que é pago um salário fixo, ainda é possível receber uma renda extra que vem através das vendas comissionadas de equipamentos, viagens e cursos de mergulhos.

Você também pode ser remunerado por produtividade, ou seja por quantidade de cursos que ministra. Se você trabalhar em locais que tenham mais operações de mergulho do que curso, é bem provável que seja remunerado por operações realizadas ou mergulhadores guiados.

Neste tipo de contrato de trabalho você irá receber por produção, ou seja, quanto mais trabalhar maior será a sua remuneração.

Essa é inclusive umas das maiores razões pela quais as faixas de remuneração de instrutores de mergulho são tão diferentes. Instrutores de mergulho que conseguem atrair e também reter mais alunos conseguem ter mais sucesso e ganhar bastante dinheiro.

Não há um padrão para políticas de comissionamento. Esta parte do seu salário dependerá exclusivamente da sua negociação com o dive center.

Não tenha medo de trabalhar recebendo um salário fixo mais comissão. Esta pode ser uma oportunidade de você receber mais!

O fator localidade

Localidade

Outra coisa que deve ser considerada e que pode fazer bastante diferença na determinação da média salarial de instrutores de mergulho é a localidade escolhida para trabalhar.

Alguns lugares possuem, naturalmente, uma demanda maior que outros. Quanto maior a demanda por mergulho, maior a demanda por profissionais. Com isso a probabilidade de maiores salários é grande.

Se você tem mobilidade e orçamento disponível para testar diversos lugares antes de se estabelecer em uma determinada região, experimente! Teste! Sinta e analise a movimentação.

Em todo caso, se você precisa tomar uma decisão mais direcionada e não está em condições de experimentar, faça o dever de casa e pesquise bastante sobre cada uma das regiões que você acha interessantes.

Se possível, converse com profissionais de mergulho que já estão estabelecidos nessas regiões, ouça as experiências deles e decida qual é a melhor opção para você.

O fator função ocupada

Função

Como você já deve saber, existem diferentes tipos de negócio no universo do mergulho. Um instrutor de mergulho pode trabalhar em um centro ou escola de mergulho (dive center), em um cruzeiro, em um resort, ou até mesmo uma loja de artigos e equipamentos para mergulho. O local pode ser no meio da cidade ou a apenas uma quadra da praia. As possibilidades são várias.

Nessa hora, a pergunta é o que você vai fazer melhor? A paixão pelo que fazemos é transmitida e pode ser vista por outros de forma clara enquanto fazemos aquilo pelo que somos apaixonados.

Você está sempre pesquisando sobre os equipamentos mais modernos, está sempre antenado com as novidades das marcas mais respeitadas pelos profissionais? Talvez você consiga desenvolver um trabalho legal junto aos seus alunos (e consequentemente ganhar mais) estabelecendo uma parceria com uma loja de equipamentos para mergulho. Já pensou nisso?

Para um instrutor de mergulho, existem muitas formas de atuar profissionalmente. Conheça cada uma delas e veja onde você se destaca e se realiza mais. Seja apaixonado pelo seu dia a dia e veja isso ser transformado em ganhos financeiros!

O fator qualificação profissional

Qualificação

Já falamos aqui no blog que apenas uma boa formação técnica não é suficiente para quem deseja ser um profissional de mergulho em destaque. Existem diversas outras habilidades que podem fazer toda a diferença e levar sua carreira a outro nível.

Falar outro idioma pode ser essencial, em alguns casos. Mesmo quando não é uma necessidade, é sempre bom estar preparada para abraçar uma oportunidade que pode surgir mais à frente.

Habilidades de gestão, marketing e vendas também podem fazer toda a diferença, principalmente para os instrutores de mergulhos que são remunerados em regime de comissão.

A ideia aqui é encontrar a resposta para perguntas como “por que seus alunos devem escolher você e não outro instrutor?” e “por que você é o melhor instrutor de mergulho da região?”.

O fator dedicação

Dedicação

Este é, sem sombra de dúvida, o mais importante fator na determinação da sua remuneração. E não apenas da sua remuneração, mas do sucesso da sua carreira como instrutor de mergulho.

A maioria das pessoas que reclamam da remuneração de um instrutor de mergulho, costumam, com frequência, reclamar de diversas outras coisas, e, por conta disso, acabam tornando-se pessoas fechadas, que demonstram pouca ou nenhuma simpatia. Vamos combinar: ninguém quer passar por um processo de aprendizado de algo novo com um instrutor como esse, não é mesmo?

Portanto, o modo como você se porta e se relaciona com as pessoas, influencia, sim, na sua remuneração. Profissionais mais simpáticos, mais abertos ao diálogo e mais compassivos causam melhor impressão nas outras pessoas. Para um profissional de mergulho, isso pode significar mais alunos, mais indicações, que também se convertem em mais novos alunos, e, por fim, mais dinheiro no bolso!

Fonte de imagens: Freepik

As faixas de remuneração para um instrutor de mergulho podem realmente variar bastante. Mas, para quem não tem preguiça de trabalhar e procura aprender sempre, as oportunidades sempre se apresentam.

O importante é estar preparado para abraçá-las no momento em que elas chegarem. Portanto, se você ainda não planejou sua formação para se tornar um instrutor de mergulho, não adie mais. Entre em contato com a gente e tenha todas as informações sobre as próximas turmas!

 

Você também vai gostar de